II TIC

tic-02

O II Torneio de Integração Científica (TIC) é um evento organizado e desenvolvido pelo Programa Especial de Capacitação Discente (PEC), com o objetivo principal de estimular de forma diferenciada o interesse pela iniciação científica, além de permitir que estudantes que já possuem pesquisas adquiriram experiências com novas áreas, por meio de desafios que necessitam principalmente de trabalho em equipe para serem concluídos. Dentre outras atividades realizadas pelo programa, existe o Congresso de Engenharia, Ciência e Tecnologia (CONECTE), que já é considerado um grande evento que ocorre anualmente na Universidade. O TIC será composto por 2 (dois) desafios abrangendo as grandes áreas da engenharia dispostos em editais específicos, os quais apresentam informações necessárias para desenvolvimento e conclusão de cada um. Todos os desafios propostos foram escolhidos de modo a manter a facilidade e garantia do desenvolvimento e finalização dos mesmos no tempo estabelecido em cada edital específico. A equipe melhor classificada nos quesitos do edital será premiada em cerimônia solene no encerramento do torneio.


INTRODUÇÃO

O TIC ascende de uma proposta de estimular estudantes de graduação a ingressar em um projeto de iniciação científica, não impedindo que estudantes que já participaram de algum projeto entrem na competição, salvo pesquisadores que já trabalharam ou trabalham na linha de pesquisa na qual o desafio foi elaborado. Para alcançar os objetivos traçados, o Torneio fundamenta-se principalmente em: trabalho em equipe, confecção de artigos científicos, experimentos práticos e apresentações dos resultados obtidos.

A proposta inicial surgiu a partir da referência de eventos realizados em outras instituições de ensino superior, porém este evento visa abranger de forma mais intensa as grandes áreas da engenharia, de forma que o Torneio está sendo lançado para todos os estudantes dos cursos voltados à Engenharia, Ciência e Tecnologia do Campus A. C. Simões da Universidade Federal de Alagoas, tendo para esta edição os seguintes desafios: Pontes de Espaguete e Produção de Biocombustíveis.

Os desafios permitirão que os participantes experimentem novas áreas e ao mesmo tempo enfrentem as etapas de uma produção científica. As modalidades possuem um edital específico – onde poderão ser encontradas todas as informações necessárias para o entendimento do desafio proposto. Para mais informações vide MODALIDADES.


MODALIDADES

Pontes de Espaguete

Área relacionada: Estruturas

As primeiras pontes teriam surgido como uma construção que permitisse interligar pontos não acessíveis, feitas com materiais disponíveis na natureza, ou seja, madeira e pedra, e simples cordas artesanais. O desafio de Pontes de Espaguete foi o meio utilizado para despertar e desenvolver a criatividade e a capacidade de investigação na procura de soluções estruturais inovadoras por parte dos estudantes, num projeto de uma ponte elaborada a partir deste material.

Produção de biocombustíveis

Área relacionada: Petróleo, Gás e Biocombustíveis 

As razões para o interesse pelos biocombustíveis são muitas e variam de um país para o outro e também ao longo do tempo, sendo as principais: diminuir a dependência externa de petróleo e minimizar os efeitos das emissões veiculares na poluição local. O biodiesel trata-se de mais uma alternativa, e é neste contexto que o Desafio de Produção de Biocombustíveis encontra-se fundamentado. Os alunos serão engajados a produzirem o biodiesel de soja, o mais produzido no país, a partir de um processo simples, descrito no edital. O Desafio consiste em encontrar as melhores condições para a produção de biodiesel e aplicá-las em laboratório.


AGRADECIMENTOS

lccvlassopceeng

Anúncios